Escolha o idioma Português English Español

Dúvidas Frequentes

Por que não devo zincar os parafusos TELLEP com classe de resistência 12.9? Porque na zincagem de parafusos com classe de resistência 12.9 ocorre a fragilização por hidrogênio.
O que é fragilização por hidrogênio? A fragilização por hidrogênio é associada a fixadores com dureza superior a 30 HRC e produzidos com aço carbono ou aço liga. Seu efeito pode causar diminuição de ductilidade, trincas ou rupturas nos fixadores, ainda que aplicados sob tensões abaixo de suas resistências ao escoamento.

A absorção do hidrogênio livre do banho eletrolítico, ou de qualquer outra fonte, pode provocar a fragilidade do material.
Isso ocorre porque o hidrogênio atômico que migrou para os contornos dos grãos (ponto de maior concentração de tensão) gera uma pré-tensão no fixador que, ao apertado, excede sua capacidade de carga, ocorrendo, em pouco tempo, sua fratura.

Quais processos podem causar a hidrogenização nos parafusos? A decapagem ácida e a eletrodeposição de zinco estão entre os tratamentos superficiais mais comuns que causam a hidrogenização.
Qual tratamento superficial devo utilizar nos parafusos 12.9, quando necessitar de uma aplicação em ambiente corrosivo? Algumas das alternativas para se evitar a fragilização por hidrogênio em parafusos de alta resistência é fazer-se uso de um processo de tratamento superficial que não tenha oferta de hidrogênio, isto é, que não ocorra por banho eletrolítico e não possua processo de limpeza por decapagem ácida. Como é o caso dos organo-metálico, por exemplo: Zintek, Geomet, Dacromet ou Delta Protekt.
Qual o método de aperto mais adequado que a Metalac recomenda? Os principais métodos de aperto são:
Controle de Torque (zona elástica)
Controle de Gradiente de Torque/Ângulo até o limite de escoamento (Yield Point) – Sistema computadorizado (limite elástico)
Controle de Torque X Ângulo (zona plástica)
Controle de Alongamento (zona elástica)


O sistema a ser utilizado depende da dispersão desejada entre a força mínima requerida e a máxima passível de ser gerada ao fim do aperto x o custo embutido ao sistema de aperto adotado.

• Controle de Torque

No aparafusamento por controle de torque, a Força FM é alcançada com grande grau de incerteza , devido as inevitáveis variações dos coeficientes de atrito na zona de contato cabeça/junta, porca/junta e rosca internas e externas.

• Controle de Torque até o limite de escoamento

Esse controle se baseia no principio que o Torque e o Ângulo têm uma relação linear após o pré-torque (momento de ligação). Da relação Incremento de Torque X Incremento do Ângulo obtém-se um quociente diferencial, ou gradiente. A partir do momento de ligação, esse gradiente permanecerá constante até o limite de escoamento. A partir desse limite, devido a uma modificação da relação Torque X Ângulo, esse gradiente começa a diminuir significativamente, momento em que então interrompe-se o processo de aperto.

• Controle de Torque X Ângulo

O controle de Torque X Ângulo é indiretamente um controle de alongamento, desta forma ficam minimizadas as variações de atrito sendo somente relacionadas ao que comumente se chama momento de ligação, devido ao necessário pré-torque. O sistema se baseia na relação que existe entre o alongamento (deformação linear) e o giro da cabeça/porca do parafuso.

• Controle de Alongamento

Através de um dispositivo hidráulico o parafuso é primeiramente alongado ou tracionado por uma ponta, sendo a porca posteriormente posicionada por giro livre. Nesse método, o parafuso não recebe força de torção durante a montagem. Utiliza-se normalmente esse processo para parafusos de grandes bitolas, onde outros métodos apresentariam dificuldades; devido ao elevado torque.



O que significa 8.8, 10.9 e 12.9. Quais as diferenças entre eles? Essa numeração representa a classe de resistência que o parafuso possui.
8.8
8
800 N/mm² mínimo de resistência a tração
.8
80% da tração = limite de escoamento de 640 N/ mm²


10.9
10
1040 N/mm² mínimo de resistência a tração
.9
90% da tração = limite de escoamento de 936 N/ mm²


12.9
12
1220 N/mm² mínimo de resistência a tração
.9
90% da tração = limite de escoamento de 1098 N/ mm²


As diferenças são;
Quanto menor for a classe de resistência do parafuso, maior será a sua ductilidade, porém menor será a sua capacidade de gerar força.
Quanto maior for a classe de resistência do parafuso, menor será a sua ductilidade, porém maior será a sua capacidade de gerar força.

O que é Ductilidade? É a capacidade de deformação do material até sua ruptura, sendo que, quanto mais dúctil for o parafuso, maior será sua capacidade de alongamento sem se romper.
Parafusos com boa ductilidade podem ser apertados até a zona elasto-plástica, onde obtêm-se a maior força de fechamento da junta.

Qual a temperatura máxima de trabalho que os parafusos TELLEP 12.9 resistem sem que suas características e propriedades mecânicas se alterem? Os parafusos TELLEP 12.9 resistem a uma temperatura máxima de 300°C
No caso de furo passante, onde necessito de uma porca, qual a dureza que a porca deve ter para um parafuso 12.9? Se ela tiver uma dureza menor do que a do parafuso, posso ter problemas na aplicação? Conforme norma ISO 898 parte 2
Parafuso 12.9 utiliza-se uma porca classe 12, Dureza 295 a 353 HV (Tipo 1)
Parafuso 10.9 utiliza-se uma porca classe 10, Dureza 272 a 353 HV
Parafuso 8.8 utiliza-se uma porca classe 8, Dureza 200 a 302 HV (Tipo 1para bitolas de M4 até M16)
A dureza da porca não necessita ser maior que a do parafuso. O mais importante é a carga de prova especificada para cada classe, que, conforme a resistência do material da porca, pode exigir maior ou menor numero de filetes engajados.

O que é fadiga? É a tendência de um material quebrar-se quando submetido a esforços repetidos. Isto significa que, mesmo tendo o fixador suportado o esforço de tração com o qual foi inicialmente apertado, o mesmo pode vir a romper-se; dependendo das tensões e da freqüência das cargas dinâmicas envolvidas.
A Metalac vende diretamente para o consumidor final? A Metalac distribui os parafusos TELLEP através de seus revendedores, que estão localizados em várias cidades do Brasil e no exterior. Entre em contato conosco para que possamos indicar um de nossos revendedores mais próximo de sua cidade.
Quais são os produtos fabricados pela Metalac? A Metalac é fabricante dos seguintes produtos:
Linha TELLEP
  • Parafusos com Sextavado Interno que podem ser adquiridos através de nossos revendedores:
  • Parafuso Cabeça Cilíndrica DIN 912 / ISO 4762 e ASME B 18.3;
  • Parafuso sem Cabeça DIN 913 / ISO 4026 (Ponta Plana), DIN 914 / ISO 4027 (Ponta Cônica), DIN 915 / ISO 4028 (Ponta Half-Dog), DIN 916 / ISO 4029 e ASME B 18.3 (Ponta Côncava com Recartilha);
  • Parafuso Cabeça Chata DIN 7991 / ISO 10642 e ASME 18.3;
  • Parafuso Cabeça Abaulada ISO 7380 e ASME B 18.3;
  • Parafuso com Cabeça Baixa DIN 6912 (com Furo Guia de Chave);
  • Parafuso com Cabeça Baixa DIN 7984 (sem Furo Guia de Chave);
  • Chave Hexagonal DIN 911 / ISO 2936 e ASME B 18.3;
  • Bujão de Pressão.
Linha Especial:
  • Itens para aplicações críticas na indústria automotiva, como parafusos ou componentes especiais submetidos a grandes esforços dinâmicos, como por exemplo, parafusos de biela, cabeçote, mancal, pinos de freios, entre muitos outros.

Empresa Quem somos Grupo História Mercado Valores Laboratórios Certificados Produtos Especiais Tellep Equip. Eletrônicos Serviços Catálogo Distribuidores Notícias Cursos Dúvidas Frequentes Links Download Contato Cadastro Currículo